• Contato
    Contato
    Lajeado - RS
    Rua Júlio de Castilho,917 - 1° andar - Centro
    Manhã:
    Tarde:
    Sábados:
    08:00h às 12:00h
    13:30h às 18:00h
    08:00h às 12:00h

Atendimento (51) 3729 7740 / 37297730
Segunda a Sábado

Tratamento Clínico

 

ENDODONTIA

A especialidade que cuida do interior do dente. A polpa, que é a parte do dente onde ficam as terminações nervosas e a irrigação sanguínea do dente, é a parte de interesse dessa área da odontologia. A maioria dos problemas de canal acontecem quando uma cárie se aprofunda e chega até a polpa do dente causando inflamação e infecção. O canal também pode precisar de tratamento quando há algum trauma dental ou fratura.

 

EXTRAÇÃO

Os dentes são extraídos por v á rio s motivos: Uma cárie muito profunda no dente; Uma infecção que destruiu uma grande porção do dente ou do osso adjacente; Não existe espaço suficiente para todos os dentes em sua boca. Muitos dentistas recomendam a extração de dentes inclusos que nasceram parcialmente. As bactérias podem se instalar em volta de um dente que nasceu parcialmente, causando uma infecção, a qual pode se estender para o osso adjacente e tornar-se um problema ainda mais sério.

 

LIMPEZA

 

 

RESTAURAÇÃO

A restauração é uma forma de fazer com que o dente afetado pela cárie volte à sua forma e sua função normal. Quando o dentista faz uma restauração, ele primeiro remove a parte do dente que esta deteriorada, limpa a área atingida então preenche a cavidade limpa com um material de restauração.

 

PROVISÓRIO

O provisório é uma peça chave de alguns tratamentos protéticos odontológicos. O que não pode é deixar de caprichar na confecção deles. O provisório não serve apenas para a estética. Ele deve devolver a função na medida do possível. Quem já ficou sem um dente da frente deve saber o quão desesperadora é essa situação.

 

PRÓTESE TOTAL

São aparelhos protéticos que substituem os dentes naturais perdidos. Para que o sistema mastigatório funcione adequadamente os dentes precisam estar em equilíbrio nos arcos dentários superior e inferior. A perda de um só dente desequilibra esse sistema de forças, e os dentes movimentam-se migrando para compensar a perda. Espaços são criados, desníveis acontecem e a mastigação e a estética sofrem.

 

PIVOT

Peça utilizada quando há destruição da coroa do dente, onde não é possível realizar a restauração. Consiste em um dente artificial colocado sobre a raiz através de um pino. Este dente artificial pode ser de porcelana ou de acrílico, sendo o de porcelanato mais resistente. Para que seja confeccionado, é necessário que o canal esteja tratado, e a raiz deve estar saudável, ou seja: firme e sem cáries.

 

PRÓTESE PARCIAL REMOVÍVEL

É um aparelho protético que substitui os dentes naturais, perdidos em arcadas nas quais ainda permanecem alguns dentes naturais, portanto, com perda parcial de dentes. E chamada de removível porque pode ser retirada pelo portador do momento que este desejar. Toda PPR convencional necessita de grampos.

 

PERIODONTIA

Especialidade odontológica responsável pela prevenção e tratamento das doenças que acometem os tecidos de sustentação e proteção dos dentes (tratamento da gengiva e do osso). Juntos, a placa e o tártaro deslocam as gengivas através da destruição das fibras que prendem o dente à gengiva.

 

FRENECTOMIA

É o processo de remoção do freio labial ou lingual, tanto inferior quanto superior. O freio labial é uma pregafina, normalmente em formato triangular, de base voltada para cima. Abaixo o exemplo de dentes separados por causa do freio labial. O procedimento de correção de freio labial divide-se em duas fases, uma preliminar e outra cirúrgica.

 

IMPLANTE

Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal (normalmente de titânio) posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias. O tipo de implante mais recomendado na atualidade é o ósseo integrado que se mostrou uma revolução no tratamento de pacientes parcial ou totalmente desdentados.

 

MINI IMPLANTES

São utilizados para correções ortodônticas funcionam basicamente como os de finalidade protética, com a diferença de apresentarem um tamanho bastante reduzido e serem de fácil colocação e remoção. Eles são resistentes a forças ortodônticas, podem receber cargas imediatas e são utilizados na correção de diversos problemas ortodônticos. Uma das principais vantagens dos mini-implantes é que, devido a seu tamanho reduzido, podem ser colocados nos mais diversos locais, tanto na maxila quanto na mandíbula ou no palato, em espaços extremamente reduzidos. Uma avaliação clínica seguida de radiografias periapicais e panorâmicas, junto com o quadro clínico do paciente, irá mostrar qual o melhor local para a implantação dos DTAs. O local escolhido é que irá determinar o tamanho e o diâmetro do mini-implante e, consequentemente, no sucesso ou não do tratamento.


© 2012 Dental Premium